Austrália e Nova Zelândia não aprovam obrigatoriedade do sistema de rotulagem frontal


A Austrália e a Nova Zelândia decidiram, no final do último ano, não tornar obrigatória a classificação por estrelas dos alimentos. O Health Star Rating é um sistema de rotulagem frontal que classifica o perfil nutricional dos alimentos embalados de ½ estrela a 5 estrelas - quanto maior a quantidade de estrelas, mais saudável é o alimento.


A classificação é uma maneira rápida, fácil e padronizada de comparar alimentos embalados semelhantes e foi desenvolvida pelos governos australianos juntamente com grupos da indústria, saúde pública e consumidores.


Grupos de consumidores, por exemplo, o Choice, já expressaram que gostariam que o sistema fosse obrigatório para todos os alimentos processados e embalados, porém as propostas foram rejeitadas. A representante do Choice declarou à imprensa que achava o resultado decepcionante e que estava sendo perdida uma oportunidade de se fechar uma brecha que permite que as empresas escolham em quais produtos colocar o sistema de classificação.


O Fórum Ministerial da Austrália e Nova Zelândia sobre Regulação de Alimentos, reunido em Christchurch, apesar de não tornar obrigatório o sistema de estrelas, recomendou uma revisão nas contagens de açúcares dos alimentos e considera uma rotulagem para leites e carnes de origem vegetal para diferenciar estes produtos dos convencionais, além de reconhecer que o sistema de estrelas é uma ferramenta útil para ajudar nas escolhas alimentares saudáveis.


Fonte: Just-Food

Health Star Rating

Laboratório de Rotulagem é um serviço da Oxya Agro e Biociências
Rua Hortência, 411, Belo Horizonte, MG, Fone 31 3466 2161,
e-mail: contato@laboratorioderotulagem.com.br

email.png